6 VEZES EM QUE A BLAIR ME REPRESENTOU

A verdade na vida é que eu sempre consigo me identificar muito com algum personagem fictício. Seja filme, série ou até mesmo livro, sempre vai ter alguém que eu vou olhar e falar: Ó LÁ! Igual eu. Claro que, no caso da Blair Waldorf, do seriado Gossip Girl ♥ qualquer semelhança é mera coincidência. De longe tenho a vida que ela tem, a riqueza que ela tem, as roupas que ela tem, o cabelo, o corpo e todo o resto. O que me identifica nela é a personalidade – em alguns pontos, que fique claro – e isso me fez ter a vontade de descrever as vezes em que a Blair representou a mim – e a milhares de outras garotas.

1 – Por todas as vezes em que me senti solitária. Afinal, nem sempre estar rodeada de pessoas significa que podemos contar com elas. Aprendi isso dos modos mais difíceis, talvez, e aprendo até hoje. É aquela velha história de que, ninguém me entende. Claro que no final, eu sempre terei a mim mesma, mas nem sempre isso é o suficiente. Também sempre terei uma pessoa no mundo que vai querer me escutar independente do assunto que for, e eu sou imensamente grata por isso ♥. Mas nem sempre minha vida foi assim, né. Existem sentimentos que queremos desenhar para o mundo, mas que não seriam bem aceitos, bem expostos, e isso acaba sufocando a gente aos poucos. A Blair definitivamente entende isso.

large8

2 – Por todas as vezes em que me doei demais para as pessoas. Nem todo mundo vai te retribuir da mesma forma em que você. Eu sempre me descrevi como uma pessoa “i don’t care”, mas no fundo, i care. Ligo tanto que isso vai me consumindo cada vez mais. Sempre tento fazer de tudo para ajudar a todos, sou uma pessoa com um coração enorme, e sempre me sinto mal por isso depois. Quando sou eu quem precisa de algo, as pessoas fingem que nada aconteceu. Espero um dia deixar de ser tão bobinha assim. Mas por enquanto, fico nesse lado da Blair que está sempre presente para ajudar quem ela ama, mesmo que essas pessoas nos decepcionem milhares de vezes.

large3

3 – Por todas as vezes que escutei “dinheiro não traz felicidade”. Claro que dinheiro não é tudo, sei bem disso. Mas fazer compras melhora meu humor consideravelmente. Basta eu comprar qualquer coisa, eu já fico mais feliz. Isso não é algo muito normal, podem considerar mesquinho, capitalista ou superficial. Mas, eu sou assim. Me processem. A Blair entende isso (também, com toda a ryqueza que tem, como não…)

large2

4 – Por todas as vezes que me senti uma outsider. Eu sempre sofro desse problema de não me sentir parte de nada. Depois de um tempo, de verdade, parei de ligar pra isso um pouco. Mas ainda assim, sempre resta aquele receio. Eu não gosto das coisas que as pessoas gostam, eu não sigo as coisas que as pessoas seguem, e assim vai. Por ser sempre muito de dar a minha opinião, doa a quem doer, acabo quebrando a cara diversas vezes e mais uma vez, não me encaixo mais naquele lugar. Existe algum grupo de ~blair waldorf’s life style~ por aí? certamente seria um grupo o qual eu gostaria de me encaixar.

large4

5 – Por todas as vezes em que não me importei. Confesso que sou uma pessoa um pouco contraditória. Mas talvez eu não descreveria dessa forma. Na verdade, sou uma pessoa que muda muito de opinião (fazer o que, né). Muitas vezes briguei com pessoas que achei que gostava muito, não dei o braço a torcer ou simplesmente desisti de tentar fazer aquela pessoa abrir os olhos para a realidade. Esse tipo de pessoa não me faz falta. Minha vida não depende delas para seguir em frente, eu certamente não preciso delas para lutar por aquilo que quero, pelos ideais que tenho e definitivamente sei sobreviver sem aquela pessoa. Muitos acham isso ~frio~ demais ou pensam ~precisamos sempre uns dos outros~. E sim, eu certamente sou um ninguém quando estou sozinha. Mas existem pessoas que não acrescentam a minha vida em nada, e certamente dessas pessoas, nunca sentirei falta. Não é mesmo, Blair?

large5

6 – Por todos os assuntos que eu consegui dramatizar ao máximo. Sou extremamente dramática e qualquer coisa, pra mim, já me marca muito. Um comentário, uma piada, um gesto, um olhar, t u d o. E tô sempre nessa de achar “é o fim do mundo”. Qualquer coisa que me deixa triste, eu já penso ‘nunca poderei ser feliz com isso novamente”. Infantilidade minha, na maior parte das vezes. Com o tempo, vejo que esse tipo de acontecimento não é a última gota do oceano, que tudo pode melhorar.. mas, existem aqueles momentos de escuridão, que eu só penso ~acabou, é o fim, serei eternamente deprimida~ hahahha.

large6

Consigo ver a Blair além da garotinha mimada que começou a série cheia de inveja e rivalidade. Ao longo das temporadas pude perceber como a personagem era cheia de ideais e conquistas. Certamente uma personagem que me identifico muito. Por essas 6 razões – e muitas outras que não podem ser descritas em gifs – Blair consegue me representar como nenhuma outra personagem de Gossip Girl consegue.

E vocês, qual personagem melhor descreve o seu jeito de pensar ou agir? vou adorar saber! Au revoir, Lê.

“People keep fighting about the same things until it breaks them apart”.

P.S¹: Assisti Jogos Vorazes: A esperança – Parte II: Achei ok. Não foi tudo aquilo que esperava, mas não criei muitas expectativas, uma vez que o livro já foi grande decepção. Mas preciso dizer que a morte do Finnick foi a coisa mais dolorosa pra mim. hahaha </3

P.S²: Gente, não me matem. Toda vez que entrarem aqui vai estar um layout diferente, EU SOU INDECISA. Fim.

Anúncios

84 comentários sobre “6 VEZES EM QUE A BLAIR ME REPRESENTOU

  1. moonieamorim disse:

    Nunca pensei que uma personagem de Gossip Girl pudesse me descrever, até porque nem assisto a série. Mas nossa, vendo os pontos que você colocou de identificação… Eu me vi ali, sendo exposta. Como pode sermos tão iguais? hahaha. Quase chorei aqui agora, por saber como você se sente, justamente por me snetir da mesma forma. (rs) Acho que nossas almas tem alguma relação, se é que essas coisas existem mesmo ~~ kkkk.

    E por queeee você deu spoileeer do filmeeeee? ASHUASHASUHAUSH’ vou assistir só quarta feira, mas já vou triste ao cinema. hahahaha.
    Beijo Lê, adorei o post.

    Curtido por 1 pessoa

    • Letícia disse:

      HAHAHHAHAHA perdão pelo spoiler, de verdade! D: você leu o livro? tem bastante coisa parecida MAS algumas mudanças me deixaram meio “what” ò_ó hahaha mas ok. Assiste, e me diga o que achou depois haha espero que não se desaponte :{ ~mesmo com spoiler~ #myfault. E olha, a blair é uma personagem incrível e usei a imagem dela pra descrever meus feelings hahahha as vezes acho muito melodramático tudo isso, mas, se ela passa por isso, como nós não passariamos, né não?
      Beijão e que bom que gostou \o/
      (Ps: eh a may ou a fla? Nao sei identificar hahahahahha)

      Curtido por 1 pessoa

      • moonieamorim disse:

        É a May, o nick da Flá é “naomi”. rsrs.
        Não li o último ainda, parei no segundo… Muitos livros pra ler rsrs. E não se preocupe com o spoiler, kkk. Eu gosto de spoilers 😉
        É verdade, me identifiquei também haha, é surreal essa bagunça na minha mente também @-@’

        Beijo.

        Curtido por 1 pessoa

      • Letícia disse:

        hahahha anotado!
        eu bem reparei no moonie, mas pensei “vai que eu to confundindo tudo” hahaha. E eu sou muito curiosa, mas quando leio spoiler, confesso, meu coração dá uma amolecida hahahaha
        beijo :*

        Curtido por 1 pessoa

  2. maritrindade disse:

    Lê, já assistiu Jogos Vorazes? Nossa, estou morrendo de vontade de assistir!
    Vou sem expectativas também, não li nem os livros, me decepcionei demais com as distopias, sempre alguém muito querido morre no final e você fica, tipo, EM FRANGALHOS! heheh
    Sobre a Blair, minha personagem preferida de GG! E me identifico muito com ela também, sou um drama ambulante! No meu caso, acrescento outras semelhanças, como meu esforço para corresponder às expectativas dos meus pais, e o fato de sentir que alguém que mereça bem menos que eu, no fim sempre tem mais tudo!!! 😦 More drama!!! hahaha
    Adorei o post!
    Xero

    http://mulherpequena.wordpress.c

    Curtido por 1 pessoa

    • Letícia disse:

      Mari!!!!!! Faltou essa dos pais hahhaha certeza. Acho que é assim com a maioria das pessoas, né? A gente sempre busca a aceitação de alguém, que vida cansativa :/ a minha relação com minha mãe é tipo a da blair (em alguns aspectos). Ela nunca ta satisfeito com o que posso ~oferecer~ aí sempre quero fazer o possível pra agradar e orgulha-la ao mesmo tempo, e nisso, eu não estou me agradando. Entendes né? É foda.
      E olha, amo distopias hahhaha e fico muito sad quando alguém morre, mas comparo muito isso à vida real. Afinal, pessoas que amamos sempre acabam morrendo, um dia ou outro D:
      Beijão amore :*

      Curtido por 1 pessoa

  3. laynnecris disse:

    Lê… você é mesmo um barato… Imagine! Nós adoramos sua indecisão… As vezes acho que é tudo culpa dos montes de opções. Não conheço a série e não é a primeira vez que vejo sendo comentada, um dia talvez assista de tanto ouvir falar… rs

    Um beijo grande.

    Curtido por 1 pessoa

    • Letícia disse:

      hahaha que isso lay :’) sabe, as vezes eu fico em dúvida, mas a verdade é que o wp não disponibiliza muitos layouts legais não hahahha ou eu que sou muito chata. Mas sempre busco um que tem algo similar com meu ~humor~ aí é fods hahaha.
      E, a série é muito boa, quando tiver um tempinho, assiste sim lay *-* hahaa
      beijão :*
      💜

      Curtido por 1 pessoa

  4. Kellen Loyola disse:

    Uau! Eu também me identifico muito com a Blair desde as primeiras temporadas, e todos esses pontos que você destacou soaram positivamente pra mim. Blair é sentimental, amiga, se doa demais e eu sou assim. Ela é a minha personagem favorita, além de ter sido a única que não me enjoou durante todas as temporadas.
    Beijinhos! ❤

    Curtido por 1 pessoa

    • Letícia disse:

      ela sempre tinha uma “novidade”, né? hahaha nunca enjoei dela também. Nem do Chuck.
      mas é realmente ótimo quando vemos que no fim, somos bem parecidos com nossos personagens favoritos. Deve ser por isso que gostamos tanto deles..
      beijinho :*

      Curtido por 1 pessoa

  5. blogcrimesemcastigo disse:

    E tô sempre nessa de achar “é o fim do mundo”. Qualquer coisa que me deixa triste, eu já penso ‘nunca poderei ser feliz com isso novamente”.

    Me faz lembrar Quintana:

    “Mas que vos dar de novo e de imprevisto?”
    Digo… e retorço as pobres mãos cansadas:
    “Eu sei chorar… Eu sei sofrer… Só isto!”

    E nada disso é infantil.. É realmente taoo doce ~~

    Curtido por 1 pessoa

    • Letícia disse:

      ahhaha assiste de novo, isah! eu tô revendo e to amando cada vez mais 💜 haha consigo ver com olhos que não vi na época em que assisti. Bateu a saudadinha e resolvi assistir tudo novamente haha não me arrependo! e a blair é a melhor personagem ever. 💜

      Curtido por 1 pessoa

    • Letícia disse:

      haha sim cami! eu assisti pelos meus 11 anos, e na época, não entendia a série e seu contéudo ~achava que entendia~ hoje, revendo tudo, vejo com outros olhos e pude perceber como é cheio de personagens incríveis e inspiradores que, nos ajudaram a crescer cada dia mais. Apesar de ser uma versão bem diferente da nossa pacata vida, podemos tirar boas lições disso!
      beijo :*

      Curtir

  6. K arine (K.) disse:

    Quando eu assistia GG eu me via muito na blair tb, principalmente nos itens 1,2 e 6 que falou, hahaha. E ela é demais ❤

    Tb assisti A esperança 2 e não achei tuuuuuuuudo isso, a morte do Finnick foi triste demais mesmo </3 e tá legal o novo lay 🙂 Beijos!

    Curtido por 1 pessoa

    • Letícia disse:

      sim tina! quando a gente consegue se identificar com uma personagem, conseguimos encontrar até mesmo soluções para alguns problemas, inspirações e a coragem que nos falta ás vezes. Certamente é inspirador ter alguém em quem se inspirar :’D
      que bom que gostou, aliás! fico feliz ^-^
      beijinho *:

      Curtido por 1 pessoa

  7. gabialtarugio disse:

    Blair é tudo! Amei ter me envolvido com ela por tanto tempo e com as outras personagens também! Sensacional como você abordou as características de Blair como algo sério e profundo, muitas pessoas só a enxergam como má e dramática (no lado ruim da palavra, diferentemente do que você escreveu).. Adoro essa de me identificar com um personagem! 🙂
    Ah, e mude seu layout seeeempre, essa é uma das pequenas liberdades que ter um blog nos dá: ter um cantinho com a nossa cara 😊
    Beijinhos!

    Curtido por 1 pessoa

    • Letícia disse:

      siiim gabi \o/ o blog nos dá essas possibilidades de repaginar sempre que cansarmos da “nossa imagem”, já que nem sempre é possível fazer isso conosco pessoalmente haha.

      E a Blair é tudo mesmo! ç.ç muitas pessoas não gostam da personagem por achar exatamente isso, uma menina fútil, mimada e má. Mas, ao decorrer da série, fui percebendo o modo como ela se desenvolvia e amadurecia, e não pude deixar de comparar a mim mesma. Quem não passa por esses momentos na vida, não é? achei um ótimo assunto pra abordar, consigo me identificar muito com personagens por aí hahhaha
      beijão :*

      Curtido por 1 pessoa

  8. Daniela Fontes disse:

    Blair, assim como o Chuck, são os grandes símbolos do amadurecimento na série. Diferentemente de Dan e Serena, os dois deixam de ser dois riquinhos mimados para se tornarem adultos maduros e com um propósito na vida.
    Acho lindo ver como a relação com Chuck fez com que Blair pudesse deixar de lado as futilidades da vida (que acompanham Serena até o último capítulo) fazendo com que ela aprenda a ser responsável pelos seus atos. Casar com um homem que não ama e assumir o filho que teria com ele (caso não tivesse perdido o bebê0 foram atos de crescimento. Ela teve que então abdicar do verdadeiro amor, coisa que Chuck também teve que fazer ao respeitar o desejo dela, e assumir as consequências de sua escolha.
    O fato de também ter assumido para a mãe que não era capaz de assumir a marca de roupas, que não conseguia levá-la adiante e pedir ajuda mostra que Blair soube ser humilde ao assumir uma fraqueza e assim pedir ajuda. Foi neste momento que ela entendeu quem era e o talento que tinha.
    Blair é uma personagem que levarei no coração pra sempre. Acho que ela era a mais real de todas e fiquei feliz por ter conseguido se realizar no final. Foi quase como dizer adeus a uma amiga.

    Curtido por 2 pessoas

    • Letícia disse:

      Dani, que lindo!!!! hahahha ç.ç concordo com tudo, tudinho. Eu adoro a Serena em termos de beleza, roupa e cabelo haha. Mas confesso que a personagem dela sempre foi a mais fútil de todas, desde os primeiros episódios. É tudo sempre sobre ela e seus cruch hahah. O que deixava a Blair chateada muitas vezes.. com toda a certeza a Blair e o Chuck foram os personagens mais marcantes da série e que realmente tiveram uma história pra contar. O amor deles, mesmo que díficil, incerto e maldoso, é a coisa mais inspiradora da série. Foi muito bom ter acompanhado isso. Eu vi a série quando era um pouquinho mais nova e to revendo agora. Melhor coisa que eu fiz. Tô vendo a série com outros olhos! ç.ç
      beijo :*

      Curtir

  9. Paula Magalhães disse:

    Nossa parece que estamos sincronizadas hahahah Acordei cedo hoje e passei a manhã vendo GG (você tinha indicado ❤ ), ainda estou nos primeiros episódios mas já estou amando!!! 💙✌🏼️ Aí venho ler uns posts nesse ~intervalo e você está falando justamente sobre GG hahahah

    Curtido por 1 pessoa

    • Letícia disse:

      haha isso acontece comigo sempre, dá uma raiva D: haha
      aaaah, eu vi um quadrinho desses uma vez, achei a coisa mais inspiradora do mundo hahaha já logo penso “o que a blair faria” haha. É bom quando conseguimos ver além do personagem, né? mas ela melhorou muito depois que ficou mais amiga do Dan 😀 haahh
      beijinho nat :*

      Curtir

    • Letícia disse:

      hahaha ela era muito “faça o que eu mando ou eu mato você” hahaha mas me identifico com esse lado mandona dela. Não com a maldade ~se bem que eu adoraria hahahha certas pessoas merecem~ mas, certamente somos irmãs waldorf hahahhaha
      Beijooo Su :*

      Curtido por 1 pessoa

  10. Camila Faria disse:

    Eu entrei e logo pensei: ué, a Letícia mudou o layout de novo… Hahaha! Mas tá lindão assim também, viu?

    Eu não assisti Gossip Girl (não me mate) então fiquei meio por fora das referências. Mas gostei de todas as vezes que ela te representou ~ me pareceu ser uma grande garota essa Blair! 🙂

    Curtido por 1 pessoa

  11. Bella disse:

    Desde o inicio a Blair sempre teve um espacinho no meu coração, sim sou a louca dos personagens problemáticos rsrsrs. Me identifico muito com o que você falou, é tão chato repetir pra mim mesma que não vou falar e não vou ligar e sempre acabar ligando. Mas é assim que sou né 🙂 Adorei o post Lê beijoss

    Curtido por 1 pessoa

  12. Juliana Lima disse:

    Gente a Blair é diva demais s2
    Confesso que nunca fui muito fã da Serena eheheehhe, mas a Blair é top.
    “Todas as vezes que me doei demais para as pessoas” quem nunca?
    Eu amo Gossip Girl (tenho a alma adolescente)
    Adorei seu post Le- indecisa- Lê kkkkk
    Beijos!

    Curtido por 1 pessoa

  13. Robécia disse:

    As vezes que assisti não gostei dela nem do seriado em si, mas acho que foi na fase mimada e chata e mimimi, não terminei então julgar sem assistir tudo não rola, quem sabe um dia… Mas pela descrição creio que sou uma Blair também kkkkkkkkkkkkkkk e isso muda um pouco a visão que tenho sobre GG.
    Sou muito dramatica também lê, é muita sensibilidade pra uma pessoa só D: mas não adianta o importante é ser quem somos e aprender a evoluir com isso. E dinheiro não traz felicidade, mas ajuda e muito também, super concordo até comprar um esmalte me deixa melhor, sou assim desculpa sociedade rsrsrs E que ótimo ver que você tbm é dessas que muda muito de opinião, eu acho a coisa mais normal, estamos pensando sempre e vendo as coisas por diversos ângulos então pessoa sorry mas sou assim mesmo, somos*

    É fácil se identificar nessas 6 razões rsrs
    Abraços Lê ♥

    Curtido por 1 pessoa

    • Letícia disse:

      hahahha sou muito consumista, então, a gente se entende hahha. E normal, na época que vi pela primeira vez já amei, mas eh normal ficar com um pé atrás com a série.. Quem sabe um dia se você resolver assistir, n veja com outros olhos hahaha mas sinceramente, se assemelha mt a novela mexicana, mt intriga, drama e paixão proibida hahahaha a temporada que tem a hilary duff eh bem legal também :)))
      Beijinho! :*

      Curtido por 1 pessoa

  14. Uli Azeredo disse:

    Nunca assisti Gossip Girl, achava que não vou iria gostar porque é muito “menininha”. Essa imagem que eu tinha, mas lendo o seu post, fiquei com muitaaaa vontade de dar uma chance para essa série. Me identifiquei com tudo que você disse, e descobri que também sou parecida com essa personagem. Achava que todos esses pensamentos só eu tinha, mas descobri que não haha Adorei 🙂

    Curtido por 1 pessoa

  15. Gia Borges disse:

    GG faz muito parte da minha adolescência! Desde os livros até o seriado, e a Blair obviamente é uma das minhas preferidas! E como diz o terceiro item, dinheiro não é tudo porém prefiro chorar em Paris do que em casa 😉
    Beijos!!
    giaborges.blogspot.com

    Curtido por 1 pessoa

  16. onlysecretdreams disse:

    Adorei Lê! Acho que a personagem da Blair resume a vida de muita gente e várias pessoas se identificam, eu mesma não imaginava que me identificaria, mas super me identifiquei com esse post ❤
    Sou a pessoa mais dramática desse mundo em várias situações, muitas vezes me importo demais com as pessoas e outras não me importo com nada, um tanto contraditório hahah, mas é assim que as coisas são, pelo menos eu acho.
    E fazer compras realmente alivia, basta ter grana rsrs.
    Beijão :*

    Curtido por 1 pessoa

  17. Thaís Gualberto disse:

    #BlairWaldorfLifeStyle toca aqui, Letícia! 😀 Não só me identifico muito com a Blair Waldorf da série (a dos livros é um tanto quanto mais miserável, digamos), como também com Rachel Berry de Glee hehe
    Comentando item a item, eu posso dizer:
    1. Sim, sempre. 😥 Na maioria das vezes não ligo, mas quando estou na tpm… My God. Sou filha única, estou solteira, então não raramente me sinto sozinha… Embora digam que quem lê muito e/ou escreve ficção nunca está sozinho.
    2.Com esse ponto não me identifico muito, pois eu sou muito seletiva em relação às pessoas com quem tenho maior proximidade, então já as conheço bastante bem e, em geral, a entrega é recíproca.
    3.Eu sou do capital com muito orgulho, liberal e amiga do lucro e do acúmulo de riqueza por meios honestos e meritocráticos. Sim, dinheiro traz felicidade. Não traz saúde, em casos extremos, mas traz conforto, melhor alimentação e nos permite investir em necessidades não imediatas que nos fazem mais bonitas ou mais felizes. Passei um ano e oito meses desempregada depois de acabar a faculdade e estou muito mais feliz agora que tenho meu dinheiro certinho todos os meses e uma perspectiva de carreira.
    4.Eu sempre me senti uma outsider, mas na maior parte do tempo eu gosto muito disso. Obviamente que adoraria ter tido meu próprio grupo de influência nos tempos de colégio ou faculdade, mas nunca me importei em pertencer aos grupos já formados. Tenho gostos e posições bem definidos e relativamente peculiares, os quais gosto de expor, sabe? Sempre amei minha individualidade e meus poucos amigos de verdade sabem disso e admiram essa característica minha. É quando estou na tpm que geralmente me sinto um pouco triste quanto a não me sentir parte do todo na maioria dos lugares.
    5. Eu rompi com aquela que tinha sido minha melhor amiga entre os 15 e 21 anos e nunca me senti tão bem, visto que sempre que nos víamos eu me sentia mal e sem assunto, visto que ela mudou tanto como pessoa que eu já não reconhecia nela a minha amiga de longa data. Isso não é ser fria, mas sim saber quando as coisas já não nos fazem bem.
    6.Eu sou bastante drámatica, mas não nesse aspecto de achar qualquer o coisa o fim do mundo. hehe

    E eu posso dizer mais uma coisa? AMO o estilo de Blair Waldorf ❤

    Beijos!!

    Curtido por 1 pessoa

  18. lisandradrower disse:

    Sempre que eu vou comentar no teu blog tenho que ir por partes hahaha
    Primeiro: fiquei horas tentando pronunciar “blair waldorf’s life style” hahaha
    Segundo: Caraaa, a 5! Olha, sempre aparece gente inútil na vida da gente que começa como uma boa pessoa. Recentemente (ontem u.u) uma amiga deu um surto e começou a fer ciúmes de mim com o namorado dela, fiquei estressada e meti block nos dois! Gente assim quero distância!
    Bjos Lê! :*

    Curtido por 1 pessoa

  19. camilazaions disse:

    Eu nunca assisti GG, mas me identifiquei com alguns tópicos ai!
    Acho que todo mundo, por mais taca o foda-se que sejja, se importa com as coisas, né? Eu tento ao máximo não ligar pra nada, mas tem coisa que não dá!
    E gente, quem não fica feliz com compras? ME DIZZZZ!
    Arrasou no post, Lê! Mas vê se sossega com esse layout! hahaha
    Beeeeeijão ❤

    Curtido por 1 pessoa

  20. Váh disse:

    Eu nunca gostei tanto assim de Gossip Girl, mas sei que essa Blair teve muita influência para os fãs haha!
    Mesmo não vendo o seriado tão a fundo eu me identifiquei com algumas coisas que você disse, tipo de dramatizar tudo, de sentir que não se encaixa em nada… enfim. Bem bacana seu post!
    Ah, aqui tá frio mas não vejo a hora do verão, sol e calor chegar!!! HAHAHA adoro essa sua indecisão sobre qual layout deixar rs

    http://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    Curtido por 1 pessoa

Tem algo pra compartilhar aqui? Deixe seu comentário! Vou adorar ler (e responder).

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s