LOVE, ROSIE

Boa noite gente. Estava querendo aparecer por aqui para dizer um oi, e também compartilhar uma indicação legal de filme para assistir quando você estiver naquela vontadezinha de chorar um pouquinho – ou não. Eu adoro assistir e escutar coisas “tristes”. Uma música mais melancólica, um filme mais depressivo. Eu acho que isso me ajuda bastante, principalmente quando tô emotiva (365 dias por ano) e quero chorar as pitangas tudo.

Quando eu assisti Love, Rosie (em português, como sempre, uma tragédia: Simplesmente Acontece superparecido) eu fiquei muito pensativa em várias questões da vida (sempre!) e achei que seria legal compartilhar isso com alguém. Demorou um pouco, levando em consideração que eu assisti esse filme tem um bocadinho de tempo, mas não é tarde para compartilhar com vocês essa belezinha.

Alex e Rosie são melhores amigos desde o jardim de infância e dividem tudo, inclusive os sonhos estranhos de Alex ~ que no filme, são intitulados Alex’s weird dreams. 

Com o passar dos anos e o amadurecimento, Rosie acaba por completar 18 anos e não faz ideia dos sentimentos de Alex por ela. Depois de uma festa que não acaba muito bem, eles se vêm um pouco distanciados um do outro, e por motivos “óbvios”, procuram uma outra pessoa para suprir a necessidade de desejo deles, uma vez que não “é certo se amarem”, já que são amigos – aquela friendzone básica.

Em uma festa de formatura, Rosie comete um erro que pode mudar a vida dela para sempre, e percebe que naquele momento, Alex é um “futuro” distante até demais do que ela pode ter.

Eis que Alex se muda para a Inglaterra para estudar, e Rosie continua sua vida com novos desafios para encarar e um segredo para esconder. Mas o segredo dela não permanece em segredo por muito tempo e ela acaba tendo que contar à Alex o que a manteve presa todo esse tempo na cidade.

Depois de toda essa revelação e algumas “quebras de contratos”, Rosie finalmente vê que sua vida está tomando rumo, mas é claro, como qualquer bom filme, nada é fácil.

O filme relata a vida ao longo dos anos de Alex e Rosie – e claro, outros personagens – até a vida adulta de ambos. O rumo que o filme tomou foi bem legal, pelo menos para mim. Não considerei um clichê, porque foi um filme bem diferente. A personagem central, Rosie, não tem como objetivos ser famosa ou conquistar o mundo, como na maioria dos filmes. Ela só quer sobreviver a vida que leva, e procurar alcançar seu sonho de trabalhar/ter um hotel.

Em muitos momentos do filme, eu quis entrar na tela e bater em alguém. Não conseguia compreender como uma pessoa podia ser tão submissa à vontade dos outros. Aos poucos, fui entendo mais e compreendendo os reais motivos de cada acontecimento do filme. Posso dizer que fui surpreendida, de um jeito muito bom.

Acho que levei uma “lição” desse filme comigo e irei sempre levar. O que acontece com Rosie no filme é algo que já aconteceu e acontece com muita gente por aí. Eu adoro esse tipo de filme que faz com que eu “me ponha no lugar” de outra pessoa, mesmo que por algumas horas.

Consegui captar muito sentimentalismo, companheirismo, amizade e amor nesse filme. Realmente acredito que uma amizade que perpetue dessa forma, é extremamente valiosa e algo para se levar para a vida inteira 

Sou uma romântica incurável, é a verdade, e talvez por isso esse filme tenha me agradado tanto. Sei que muita gente não curte este gênero, mas acho que vale muito a pena dar uma chance. Eu não costumo falhar nas minhas indicações cinematográficas (hahaha, me achei!). Love, Rosie também é livro, e caso interesse, pode ser adquirido nas lojas saraiva e submarino.

Há quem considere esse filme piegas, e ok. Para muitos, ele também não é um filme triste ou deprê, mas um filme com um pouco de drama e comédia – sim. Mas para mim, ele é tristinho, depre, um pouco engraçado (ok, bastante até) mas ao mesmo tempo, sentimental.

Sem mais delongas, espero que tenham gostado. Não sei fazer resenhas, e também, nem gosto. Acho que quebra um pouco o encanto do filme quando entramos em muitos detalhes. Para quem se interessou, vou deixar o trailer logo abaixo para assistir. E para quem já viu/leu, o que achou do filme/livro? vou adorar saber!

Beijinho, Lê.

♥♥♥♥♥♥♥♥♥

Anúncios

64 comentários sobre “LOVE, ROSIE

  1. * Nay * disse:

    Noooossa, que texto enorme que li e nem percebi. Rsrsrs
    Você escreve muito bem e sua resenha ficou show de bola, não curto muito filme “para chorar” pois choro até com o vento. ☺️😳
    Mas fiquei super curiosa para assistir e com certeza vou procurar. Mais uma vez parabéns pelo belíssimo post. Beijos beijos 😘😘😘😘😘

    Curtido por 1 pessoa

    • Letícia disse:

      Hahahhaha eu escrevo que nem sinto, depois acabo apagando varias coisas porque faço posts gigantescos!
      Muito obrigado pelo elogio! :”D fico boba de ler isso hahaha muito obrigado mesmo!

      Ah, eu sou a própria manteigona derretida hahah choro com tudo, por tudo, mas esse filme é lindinho e vale a pena!!!

      Beijinho amore =*

      Curtir

  2. Tamara Gallas disse:

    Oii, minha linda!
    Sou que nem tu 😛 também tenho essa “tendência” de quando estou triste, quero ver/ouvir coisas mais tristes ainda… ajuda mesmo, né?
    A gente consegue chorar e desabafar muuuuuuuito!
    Não conhecia esse filme/livro, acredita? Já botei na minha listinha pro final de semana 😉 hihihi
    Beeeijo, amore mio ❤ diquinha mega top, como sempre!

    Curtido por 1 pessoa

    • Letícia disse:

      Hahhaha siiiim tah! Tu consegue se “libertar” chorando, eu pelo menos acho muito eficaz hahah meio que ~ lava a alma ~
      Opa, que bom que gostou e assiste sim, vale a pena para um filminho no fim da noite, com uma pipoquinha.. Haaha
      Beijo linda =*

      Curtido por 1 pessoa

  3. Jana disse:

    Ainda não vi Love, Rosie (já coloquei na minha listinha!), mas essa resenha me lembrou muito do livro Um Dia, do David Nicholls, você já leu? Lembro de ligar pro meu namorado às 3 da madruga de coração partido por causa de algumas partes… A amizade e o amor dos dois personagens principais é linda e triste, como a vida acaba sendo às vezes. Dói, mas vale muito a pena!

    Curtido por 1 pessoa

    • Letícia disse:

      Hahahha li sim! Inclusive falei dele em um post “3 em 1”.
      Eu amei esse livro e o filme e fiquei em pedaços depois 💔 se bobear, até hoje ainda não encontrei os pedacinhos do meu heart hahahha filme maravilhoso, chorei horrores hahahahhahaha
      Mas Love, Rosie não tem um “fim tragico”, apesar de ser tão belo quando Um dia!
      Assista sim ^_^ vai curtir!!! E dai ligar pro namorado hahahha
      Beijinho =*

      Curtido por 1 pessoa

      • Jana disse:

        Me animei mais ainda, já tava me preparando aqui pro coração partido 😉 !! E o namorado virou maridão: me aturou ligando as altas horas da madruga por causa de um filme com um sorriso no rosto? Esse é pra casar kkkkkkkkk!!

        Curtido por 1 pessoa

  4. Raphaella Cabral disse:

    Eu assisti e depois li o livro, amei os dois, porém achei o livro mais triste, os dois são tristes, mas eles são tão lindos. me dá um pouco de agonia porque eu fico torcendo o tempo todo pra dar tudo certo kkk
    Enfim, amei.
    ;*

    Curtido por 1 pessoa

    • Letícia disse:

      Hahhaha aiii, sério??? Quero ler o livro mas sei que vou ficar em frangalhos hahahha 💔💔💔 ahhh eu tbm ficava no filme, tipo
      “FALA LOGO P ELE OQ SENTE”
      “FALA LOGO P ELA OQ SENTE”
      “MEUDEUS Q PUTARIA FALA LOGO AIIIIIU” haushahahhahahha mas no fim, amei, chorei, gritei!
      Beijinho =*

      Curtido por 1 pessoa

  5. Ana Karollayne disse:

    HAHA o Brasil adora traduzir super bem os títulos de livros e séries, fico “xô” com essas coisa sshaush. Eu assistir semana passada esse filme, é muito foofoooo. E deixa uma mensagem linda! Um erro, uma palavra mal dita e muitas vezes “nunca” dita, pode mudar seu futuro de uma forma absurda.
    Chorei de rir na parte do elevador HASUSHA
    Beijão lê!

    Curtido por 1 pessoa

    • Letícia disse:

      Exato!!! As vezes a gente deixa de dizer uma coisa que muda tudo na vida – igual eles.
      Ou até mesmo aquela carta que ela não leu quando ele mandou.. Podia ter mudado tudo!
      Ahhhh kkkk ri demais nessa parte tb e no final quando o cara entra no hotel hahhaha
      Beijinho =*

      Curtido por 1 pessoa

      • Juliana Lima disse:

        Justamente por isso kkkkkkkk eu li o livro e acredite… mudaram MUITO a história, principalmente o final. Assassinaram personagens kkkkk resumiram a história para se tornar uma comédia romântica e tiraram o principal da história. A graça era entender que um amor verdadeiro pode perdurar por uma vida inteira e ultrapassar todas as dificuldades. Não foi a visão que o filme passou 😐
        Se vc ler o livro vai entender kkkkk. Leia sim, um dos melhores que eu ja li

        Curtido por 1 pessoa

  6. Cass disse:

    Adoro esse tipo de filme. Esse em especial é tão gostoso de assistir, é aqueles filmes que quando acabam da uma coisinha boa no coração ahahaha. Já assistiu About Time vulgo Questão de tempo? Se não, assista.. acho que é bem esse estilo.

    Curtido por 1 pessoa

Tem algo pra compartilhar aqui? Deixe seu comentário! Vou adorar ler (e responder).

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s